Dia 20: Chagall e Rodin

Cheguei à aula hoje de manhã para descobrir que não tinha aula. Aliás, só deu tempo de ver a Andréia, a Anita, a Fernanda e o Hugo correndo atrás de um ônibus. Em cinco minutos eu estava no ônibus com eles, indo ver as exposições de Chagall e Rodin na Casa Fiat de Cultura.

Mais uma vez eu percorri duas exposições em tempo recorde, porque tinha que chegar a tempo no estágio. Começamos por O Mundo Mágico de Chagall – O Sonho e a Vida. Eu não vou comentar muito, porque 1. não entendo de arte; 2. muito menos de pintura; e 3. tenho preguiça de modernismo. Chagall não é diferente. E eu acho especialmente deprimente. Enfim, me lembra outro tipo de pintura que eu prefiro nem comentar.

O ponto positivo da pintura dele, pra mim, é a predominância de bodes. Riu, né? Eu sei. Mas eu gosto de bodes, então achei bacana. Só não são mais abundantes que as noivas – qual é o fetiche dele com noivas, alguém explica?

A Andréia e a Fernanda obviamente detestaram a exposição. A Anita, não sei, ainda não conversei com ela a respeito. O único que me disse ter gostado foi o Hugo, que escolheu As Núpcias ou O Casamento Religioso como o quadro favorito.

0,,21520791,00

Já eu, como disse, fico com os bodes. Meu favorito foi esse aí de baixo, embora eu não me lembre do nome dele.

chagall

Havia ainda comparações de Chagall com outros artistas que seguiam a mesma linha, inclusive brasileiros, dentre os quais o que mais gostei foi o Ismael Nery.

Em quinze minutos, Andréia, Fernanda e eu deixamos a Anita e o Hugo pra trás e corremos pra ver o Rodin, Do Ateliê ao Museu, já que o nosso tempo era curto.

Eu gostei mais, claro, embora não tenha conseguido ver tudo com a calma que eu queria. Não só pelo tempo, mas também porque tinha muita gente, especialmente crianças, e consequentemente não havia guias pra nos orientar. Minha peça favorita foi Femmes Damnées.

86.87.4_bw

O ponto alto da Casa Fiat é que ela disponibiliza transporte gratuito, partindo da Praça da Liberdade. Sim, porque é longe pra caramba. De tudo. A não ser que você more no Belvedere, mas aí você não precisaria de transporte gratuito, de qualquer forma.

A exposição do Chagall fica só até dia 4, e a do Rodin, dia 13. Aqui e aqui você encontra os respectivos folders. E aqui tem o catálogo do Chagall. Tudo em PDF.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Dia 20: Chagall e Rodin

  1. Adorei as duas exposições!!
    Fantásticas!!!!
    Não entendi o fascínio pelos bodes…
    Deve ser coisa de outras vidas..
    hehehehe
    E eu ouvi a guia falando que o Chagall pintava muitas noivas porque ele foi largado no altar….
    O Rodin era a cara do Dom Pedro II…
    Só que com mais talento!!!!
    rsrsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s