Dia 144: Aquele abraço pra quem entendeu

Usando uma das expressões favoritas da minha mãe, “eu falando e porta batendo dá na mesma”. Tudo o que eu disse aqui sobre não concordar de forma nenhuma com os julgamentos em cima do comportamento sexual da Tessália de nada valeram. Nada.

Eu não gosto da Tessália. NÃO GOSTO. Eu disse isso inúmeras vezes e inúmeras vezes eu justifiquei, deixando bem claro que – mais uma vez – não concordo com nada do que disseram sobre ela a respeito do envolvimento com o Michel.

Mas, claro, como hoje eu comemorei a saída dela, de repente fui jogada na turma dos moralistas. Porque o mundo é isso. Ou preto, ou branco. Ou você é da direita, ou da esquerda.

Eu? Me fodi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s