Dia 129: LuluzinhaCamp – Calendário 2010

Estou um pouco atrasada, afinal as datas já haviam sido divulgadas pela Cynthia há dias no grupo, mas aí vai o calendário 2010 do LuluzinhaCamp BH:

1º encontro, com o tema “Dia da Mulher”: 20 de março

2º encontro, com o tema “Meio-ambiente”: 19 de junho

3º encontro, tema a definir: 18 de setembro (encontro nacional, em São Paulo)

4º encontro, tema a definir: 4 de dezembro

Anúncios

Dia 88: Amigo secreto do LuluzinhaCamp

E hoje foi o amigo secreto do LuluzinhaCamp BH!

Acho que hoje as meninas estavam mais à vontade. Todo mundo já se conhecia, então o clima foi mais espontâneo. Hoje também haviam alguns Bolinhas! Eu conheci famoso marido da Adrina, o, Rodrigo, que é muito gente boa e com quem eu conversei por boa parte da noite. Casal foda! Infelizmente não conversei com os outros meninos.

Minha amiga secreta era a Érika. Dei o DVD do filme Frida, que eu considero uma obra-prima. Não estava na lista dela, foi meio na intuição, mas acho – espero! – que ela gostou.

Quem saiu comigo foi a Priscilla (não sei qual seu blog, guria! – Update: é esse!), que me deu ‘O Primo Basílio, do Eça de Queirós. Gente, eu quase chorei. Eu não tenho, sempre enrolei pra comprar. Vou passar as férias lendo muito. Tô tão feliz! :~

Acho que não vou mais vê-las esse ano, porque viajo já semana que vem. Mas estou doida pelo próximo encontro. Adoro vocês, gurias!

Dia 83: Luluzinha Secreta

Hoje aconteceu o sorteio do amigo secreto das Luluzinhas de BH. Quem me tirou já mandou bilhete anônimo pedindo socorro, então vou tentar ajudar.

Bom, acho que através do blog dá pra perceber meu gosto, mas vou dar uma colher de chá, citando coisas e temas que eu gosto:

Livros, Japão, geisha, Takarazuka, mangá, anime, história, metal, música clássica, Itália, Portugal, antropologia, feminismo, mulheres guerreiras (de ir pra guerra, mesmo).

Estou só citando por cima, porque foi o que deu pra lembrar com certa rapidez, já que estamos em cima da hora. Isso é pra quem quiser exercitar a criatividade. Haha. Agora, tem também o meio mais fácil. Tenho uma lista de presentes na Saraiva. A maior parte dos livros passa longe do nosso limite, mas ainda tem alguns mais baratos e, de qualquer forma, é um jeito a mais de perceber meus gostos.

Espero ter ajudado, Lulu!

Dia 78: Minha negligência

Estou em falta com tanta gente por esses dias… A começar pelas Luluzinhas. Eu tenho vários blogs pra visitar e comentar, mas simplesmente não tenho tempo atualmente. Mil desculpas.

Felizmente, o tormento dos trabalhos finais deve terminar essa semana. Aí ainda tenho o estágio, que vai até dia 18, mas minha rotina fica muito mais leve.

Não vejo a hora de pisar na minha terra! Já avisei minha mãe que vou levar uma mala só de livros e mangás que tenho que por em dia. Também tenho o ‘I Lombardi alla Prima Crociata’, que comprei há meses e até hoje não assisti. E um milhão de filmes, séries e anime. Eu acho que vou ficar mofando em casa mais do que nunca.

Dia 72: LuluzinhaCamp e outras coisas

Dia cheio. Hoje aconteceu a 2ª edição do #LuluzinhaCamp em BH.

Foi ótimo! Conheci gente com quem conversava há séculos e não sabia quem era. Outras que eu lia e não sabia que eram daqui. E mais um tanto de blogueiras novas que eu vou passar a ler.

O garçom que nos atendeu entrou na brincadeira e foi simpaticíssimo, mas imagino as altas coisas que devem estar passando pela cabeça dela agora, depois de ter ouvido os assuntos que saíram por lá.

Antes de eu vir embora – porque, se bobear, elas estão lá até agora -, houve ainda um sorteio de brindes, que foi o máximo. Eu ganhei a graphic novel Mas ele diz que me ama, que a Cynthia levou. [Pras meninas que estavam pedindo scans das obras, achei o download desta aqui.] Também trouxe, de quebra, um adesivo ‘Eu amo Gatos’, do Reino D’almofada.

Saindo de lá, fui pegar o finalzinho da exposição Mulheres Reais no Palácio das Artes. Linda, claro. A exposição é divida em três módulos: no primeiro, são mostrados os trajes da realeza, e as mudanças que eles sofreram depois das grandes revoluções; no segundo, o foco é das vestes e dos hábitos das mulheres comuns negras ou brancas, escravas ou livres; no terceiro e último, a moda brasileira antiga é mostrada através da ótica de Debret, um estrangeiro, e de estilistas mineiros contemporâneos, como Ronaldo Fraga e Renato Loureiro.

Módulo I: O Teatro da Realeza

Não sei dizer do que eu gostei mais, mas, no módulo III, adorei o modelo da Mabel Magalhães – provavelmente por lembrar o figurino da Morte na versão do Takarazuka de Elisabeth de 1998 (Soragumi).

Por fim, quando eu já havia dado a noite por encerrada, peguei um táxi e voltei pra casa… pra chegar aqui e descobrir que esqueci a chave em algum lugar dessa cidade. Claro que não tinha ninguém em casa, afinal eu sou a queridinha de Murphy. Érica viajando, Marcos evaporou. Pra completar, eu continuo com a minha agenda telefônica limpa desde o episódio do sumiço do celular. E, mesmo que lembrasse do número de alguém, não adiantaria nada, já que a bateria desse aparelho fantástico que eu estou usando acaba quando você mais precisa.

Conclusão: fui tocar a campainha da síndica às 22:00 pra pedir pelamordedeus que arranjasse um jeito de me por pra dentro. Muitos minutos e dinheiros depois, eu resolvi subir o morrinho aqui do lado de joelhos em agradecimento aos chaveiros 24 horas.

Estou exausta e desconfio que vou ficar resfriada. Só pra variar.

Dia 69: Ai, novembro demorado…

Pra falar a verdade, eu não tenho o que falar, nem estou com vontade. Acho que até o começo de dezembro o meu ritmo vai ser devagar, quase parando. Eu estou sentindo um misto de cansaço e estresse. Tenho tanta coisa pra fazer que nem sei por onde começar. Eu simplesmente chego em casa todo dia, sento aqui e faço nada. Sei que isso já está virando ladainha, mas fim de semestre é realmente uma lástima. Tanta coisa interessante pra fazer, coisas que normalmente me deixariam empolgadíssima, e eu não sinto a menor vontade.

Também estou putíssima com os Correios, que simplesmente entregaram uma encomenda minha para algum ser aleatório. E agora eu vou ter que passar por toda aquela burocracia filhadaputa pra dar em nada. Porque é isso: vai dar em nada.

Amanhã vou tentar me animar a ir à exposição Mulheres Reais, porque já está acabando e eu tenho só enrolado. Sexta também tem possível programa com o Hugo, que está tentando me convencer a ver Jogos Mortais VI, mas eu não me empolgo muito, especialmente porque não vi nenhum dos anteriores.

E sábado, claro, é dia de LuluzinhaCamp. Ei, blogueiras de BH, não se esqueçam de fazer a inscrição!