Trajeto #2

Na sexta eu estava numa lanchonete, na rodoviária, esperando dar a hora do meu ônibus. E tinha passado o dia todo ouvindo falar sobre fim do mundo e arrebatamento. Aí uma velhinha se sentou na mesa ao lado. Comeu o lanche dela e se levantou pra sair. Tinha cadeiras no caminho, aí eu fui ajudar. Ela agradeceu e perguntou pra onde eu ia. Respondi. Perguntei pra onde ela ia.

– Pro fim do mundo.

Pensei: ‘PUTAQUEOPARIUAGORAAVELHINHAVAIMECONVERTER!’.

Tadinha. Era só uma expressão. Ela ia pra Montes Claros.

.

P.S.: Gente, não tenho nada contra Montes Claros, viu? Nem conheço. Quem chamou de fim de mundo foi ela!